Sexo ao vivo e de graça? “O patrão ficou maluco…”

seg, 15/09/14
por Bárbara |

Segunda-feira foi um dia histórico para o site. Exibimos pela primeira vez a transmissão de sexo ao vivo. Para uma produção em teste, os resultados foram bastante satisfatórios e agradou a grande maioria que pode experimentar essa sensação. No entanto a primeira transmissão foi apenas para assinantes e a grande novidade de agora, ou melhor, de logo mais, é que hoje abriremos para todos. Isso mesmo. Sexo ao vivo, com o selo de qualidade Sexy Hot aberto para todos que quiserem matar sua curiosidade e entender um pouco mais dessa modalidade que é a transmissão ao vivo.

Bom, que algumas coisas fiquem claras: o sexo é ao vivo mesmo! Tempo real e você poderá contribuir para isso, escolhendo por exemplo onde o rapaz deve gozar! O que acham? Diferente? Inovador? Isso é Sexy Hot, amigos!

Até mais e vamos aproveitar e entrar literalmente nesse ménage e tornar logo isso uma boa suruba!

10668444_689544377786515_864616530_n

Entre no site do Sexy Hot, às 23h, hoje (dia 15) e veja essa super produção que faremos em parceria com a Xplastic!

É hoje!
É ao vivo!
É de graça!

E com vocês, as votações para o PIP 2014!

sex, 12/09/14
por Bárbara |

E foi dada a largada! O período de votações foi aberto! Você já pode entrar no site do PIP, ver todas as cenas, filmes, atores e atrizes que estão concorrendo aos prêmios e votar quantas e quantas vezes quiser! O que você está esperando? Entra lá, assista quantas vezes quiser o material de cada concorrente (para poder escolher melhor, claro) e vote nele! Seu voto pode fazer toda a diferença! É ajudar alguém que já te ajudou tantas vezes a levar o prêmio para casa…

O PIP é uma iniciativa muito legal do Sexy Hot para movimentar a indústria pornográfica. PIP é a sigla para Prêmio da Indústria Pornô. Em vários países do mundo, prêmios como esse acontecem há anos (por exemplo: Espanha, Alemanha, Canadá, Estados Unidos), mas ainda não vimos nada parecido por aqui.

pip_aplicação

São 11 categorias no total divididas entre Voto Popular (público decide) e Júri Técnico (profissionais da indústria decidem).

Voto Popular:

Melhor cena de orgia
Melhor cena de fetiche
Melhor cena de sexo oral
Melhor cena de DP
Melhor cena de sexo anal
Melhor atriz
Melhor ator
Melhor título (inteligente/divertido)
Revelação do ano

Júri Técnico:

Melhor filme
Melhor Diretor

As datas:

De 04/04 a 01/06: inscrições abertas para produtoras cadastrarem seus materiais.
De 12/09 a 13/10: votação aberta para público e júri técnico decidirem os vencedores.
14/10: cerimônia de premiação. (a grande noite!)

Então, o que você está esperando?! Corre lá e vote quantas vezes quiser! É entrar no www.pip2014.com.br/vote, se divertir e ainda ajudar a todos dessa indústria que tanto fizeram pela gente. Não é obrigatório, mas tenho CERTEZA que vocês vão querer votar.

Beijinhos!

Por onde anda…Cinthia Santos!

qui, 11/09/14
por Bárbara |

Pessoal,

Sei que estou em falta com esta coluna aqui no Blog. A primeira fez um sucesso enorme, sobre a eterna Márcia Imperator, e logo depois consegui engatar uma sobre a Carol Miranda, seguido pela Milena Santos. Todas estas matérias do “Por Onde Anda” repercurtiram de maneira sensacional, e comecei a anotar sugestões que vocês me deram para fazer uma matéria sobre outras atrizes. Nomes como Jéssica Corrêa, Giselle Corrêa, Mayara Rodrigues, Carol Sampaio, etc. Todas que fizeram muito sucesso no cinema pornô nacional e sumiram do nada. Bom, o intuito dessa coluna foi mesmo esse, achar essas mulheres que nos animaram tantas vezes e sumiram sem nem dar tchau. Mas, gente, elas sumiram MUITO bem. Sério, foi bem difícil localizar informações sobre elas.

Como eu gosto muito do meu trabalho, e gosto mais ainda de escrever para vocês, eu não me dei por vencida! Pesquisei, pesquisei, abri vários fronts, pesquisei sobre diversas atrizes e finalmente, FINALMENTE, consegui achar informações atualizadas sobre uma delas (que também foi sugestão de algum leitor). Com vocês, Cinthia Santos!

cinthia-peitos-grandes

Cinthia Santos, ou Vanessa Farias Soares. Loira, gostosa, famosa por seus belos par de seios. Antes de virar atriz pornô, trabalhou como Mallandrinha, foi cyber gata da revista Playboy e participou do site Dream Cam. Entrou de vez na carreira de atriz pornô em 2008. Ela é formada em administração, nutrição e estética. Como foi parar na indústria de filmes adultos?

Primeiro, ela é viciada em sexo e poucos homens conseguiam satisfazê-la na cama. Segundo, ela era casada e depois que se separou, precisava de uma maneira de se sustentar e sustentar seu filho. E por último, ela viu que iria conseguir muito sucesso nessa carreira. E bem, se ela está aqui é por ela realmente conseguiu isso.

Cinthia fez filmes para quase todas as grandes produtoras pornô nacional, com grande foco para as Brasileirinhas. Também conseguiu fazer certo sucesso lá fora, fazendo filmes com as produtoras Elegant Angel, Wicked Pictures, Reality Kings e para os sites Mike in Brazil e Saturday Night Latinas.

Quando nossa indústria começou a dar sinais claros que não ia conseguir manter o fôlego de produção, Cinthia resolveu se aventurar no mundo das garotas de programa. Não sei ao certo, mas ela fez programas por algum tempo. E, de repente, do nada, ela sumiu. Suas contas nas redes sociais foram apagadas, seu site, tudo. Não deixou nenhum rastro. Só questionamentos de por onde ela andava.

E ai, de repente, ela reapareceu! Depois de eu procurar muito muito, consegui achar a Cinthia nas redes sociais. E, bem, ao que tudo indica, ela agora trabalha com Comestologia Estética. Além disso, ela é atleta IFBB, estreante na categoria Wellness. Na sua descrição do insta, ela diz que é apaixonada por esportes e culinária fit. E, gente, acho que ela realmente entrou nessa onda de fit, dietas e etc. Porque ela mudou MUITO. Preparados?

cs

Ela REALMENTE entrou na onda fitness.

Beijinhos e até o próximo Por Onde Anda!

Sexo Ao Vivo

qua, 10/09/14
por Bárbara |

Segunda foi um dia histórico (acho que podemos chamar assim) para o site do Sexy Hot. Segunda, mais precisamente às 23h, ocorreu a primeira transmissão ao vivo do site. Foi pequena, foi em caráter de teste, mas os resultados foram bem satisfatórios! Afinal, quem aqui não gosta de ver sexo? Ainda mais ao vivo! É quase um programa de auditório, só que bom!

Series-OTPS-header

E não podia parar por ai! Este primeiro teste foi feito só para assinantes do site. Mas, segunda agora, dia 15, terá outra transmissão! E esta vai ser aberta para todo mundo!

Sim, pessoal! Sexo, ao vivo, aberto para todo mundo! É só entrar no site do Sexy Hot, às 23h, dia 15 e não perder nem um instante desse espetáculo. Tudo feito em parceria com o pessoal da Xplastic!

Quero ver todo mundo lá hein!

Beijinhos!

Uma estrela nasce (pelo menos para mim)

seg, 08/09/14
por Bárbara |

Não sei para vocês, mas A.J. Applegate foi uma novidade recente na minha vida. Tenho que agradecer ao leitor Matheus por me apresentar essa nova estrela pornô que surge no horizonte.

1

Applegate nasceu em Nova York, no ano de 1989. Ela foi criada em Connecticut, e é descendente de italianos e alemães.

2

Ela começou a trabalhar como stripper aos 19 anos, trabalhando depois como modelo de nu, modelo de fetiches e professora de dança. Ela entrou para a indústria pornográfica em 2012 e inicialmente usava o nome de Kaylee Evans. Ela decidiu trocar de nome depois de perceber que tanto Kaylee quanto Evans eram nomes muito comuns na pornografia e ela queria se diferenciar das outras estrelas pornô.

3

Applegate escolheu este nome porque ela sempre escutou que era parecida com a atriz Christina Applegate.

0397

Ela diz que a primeira vez que fez sexo anal foi em cena, no filme Vamos Tentar Anal, da produtora Mofos. Além disso, Applegate planeja trabalhar na indústria pornô o máximo possível, até conseguir alcançar o status de MILF.

aj-applegate-gets-her-ass-hammered-in-nude-stockings-15 aj-applegate-teen-gets-her-ass-stuffed-with-cock-12 ftop.ru_79931

É sério, estou realmente encantada com a Applegate. Acho que tenho uma nova favorita na indústria. Acompanharei com grande interesse a carreira (espero que longa) dela.

Beijinhos,

Você no Blog Sexy Hot ou A Esposa Infiel e o Amigo Chantagista (parte 4)

sex, 05/09/14
por Bárbara |

Se você perdeu ou ainda não viu e quer acompanhar, só clicar para ler a parte 1parte 2 e a parte 3 dessa história fantástica!

————————-

A Esposa Infiel e o Amigo Chantagista – Parte 4

O relacionamento sexual de Jussara e Carlos já não era os dos melhores.

Devido à criação rígida de sua família, Jussara foi condicionada a namorar, noivar e casar.

Os filhos tentaram um tempo por eles, mas já que não aconteceu… Tudo bem.

Com o tempo Carlos foi ficando distante e nem ao menos lhe reclamava quando dizia dormir na casa da mãe.

Mas o que ele fazia quando não estava em casa?

No último final de semana tinha se encontrado por acaso com Vicente passando na rua em que residia, marcando de saírem naquela quinta-feira.

Havia preparado tudo, principalmente a mentira para o marido.

Nesta noite, Vicente chegou com um táxi para buscá-la.

Achou estranho Alberto não ter parecido. De uma forma ou de outra já tinha se acostumado com ele.

No trajeto, Vicente se manteve discreto e levando consigo um pequeno pacote.

Jussara levara na bolsa, a roupa que usaria. Pois não poderia sair como se fora para uma festa.

O táxi deixou-os em frente uma boate, e Jussara saiu mascarada para não ter como ninguém a reconhecê-la, se fosse o caso de haver alguém conhecido por lá.

Vicente encontrou muitos amigos e colegas de farra. E pediu para que uma delas acompanhasse Wall ao banheiro para que pudesse se trocar.

Jussara já se habituara ao jeito dele e não achava tão ruim ser ordenada. Já que com o marido, fazia sempre as suas vontades. Por isso, seu casamento caíra na rotina.

Ao se arrumar, karen e ela ficaram conversando, e esta quis saber se Wall frequentava estes tipos de festas. E não compreendia muito Vicente, pois ele nunca a tocara.

Ela contou a experiência da casa de swing, foi o ponto de partida para as duas se entregarem aos desejos que a noite incitava.

Karen foi se aproximando do rosto de Wall, as duas se olharam fixamente, quando Karen agachou até os seus lábios alcançarem a altura de sua buceta, que sentiu sua língua penetrar-lhe.

Wall gemia baixinho, sentindo os toques da nova amiga até suas pernas tremerem em um gozo frenético. Ela retribuiu as boas vindas, fazendo o mesmo.

Ao encontrarem Vicente, que reclamou da demora, apenas riram olhando uma para a outra.

A boate estava repleta de pessoas bonitas, bem trajadas e Jussara notara que não era somente ela quem usava máscara.

Por coincidência ou não, encontraram com Alberto e ele estava acompanhado por dois homens que também mantinham suas identidades por trás de máscaras.

Jussara e Vicente perceberam que um deles falava pouco e quando dizia algo fazia um esforço tremendo, como se quisesse modificar a sua voz.

Era compreensivo, já que na festa ninguém era de ninguém. Porém, tinha muitas pessoas que iriam somente para observar mesmo, incluindo casais.

Alberto não ficara muito tempo por perto.

Karen percebeu o desejo nos olhos de Jussara por Vicente, entre uma bebida e outra não custava nada iniciar a festa com eles.

No meio da conversa Karen e Vicente se olharam, eles entendiam muito bem o que estavam fazendo e ele lhe fez um sinal com o dedo para que ela avançasse o sinal com Jussara.

Os seios de Jussara foram tocados delicadamente pelas mãos da nova amiga, em seguida Jussara invadiu com língua a sua boca.

Vicente ao lado delas, observava os seus movimentos, passeando a mão por cima de sua calça, era o seu pau dando sinais de que naquela noite tudo poderia acontecer. Não estava sendo o detentor de tanto controle, pois com o passar dos dias Jussara incendiava mais o seu corpo de tesão.

Karen já havia saído outras vezes com Vicente e o conhecia muito bem para saber as suas reações.

As duas ao se beijarem, Karen ao mesmo tempo introduzia os seus dedos dentro da buceta de Jussara. No início, ela se sentiu um pouco constrangida, tinham muitas pessoas ao redor, algumas até transando e outras não.

Os olhares alheios viam de todas as direções. Jussara não se importava mais, queria apenas usufruir o que Vicente poderia lhe oferecer.

Vicente se sentia incomodado, por ela não lhe dar atenção como era antes. Realmente Jussara aprendia rápido e ele estava lhe dando mais corda do que poderia puxar depois.

Ao visualizar perder espaço, ele não pensou duas vezes, pegou-a pelo braço e fez com ela o chupasse…

Há quanto tempo ela queria uma oportunidade como aquela e não dispensou nada: possuir o prazer de um homem e uma mulher ao mesmo tempo.

Com a boca envolvida no cacete de Vicente, Karen acariciava a sua buceta, sugava-a com vontade, arrancando-lhe gemidos sufocados.

- Sendo uma esposa infiel e fazendo-lhe trair o marido de outras maneiras, agora chegou a minha vez de fazer o otário de corno. – Disse Vicente.

Jussara já não se importava mais com nada.

Muitas pessoas que não estavam transando se aproximaram para ver a performance do trio.

Jussara sentia o prazer que Vicente finalmente lhe proporcionava e era tão intenso como ela imaginara.

De quatro, Vicente introduzia a sua vara na buceta, enquanto Karen lambia o seu cuzinho.

Depois era Vicente que metia em seu rabinho e Jussara sugava a buceta de Karen, introduzindo em seu rabinho um dispositivo anal.

Jussara se realizara de várias maneiras… Gozando muito e fazendo Karen e Vicente gozarem com ela.

Nunca imaginara se exibir tão sem pudor para tantas pessoas.

Continuaram curtindo a noite e Vicente estava mais aberto para ela, conversando mais relaxado, também pudera! Depois de tanto gozarem.

Os dois passearam pela casa, vendo outros casais. E numa determinada ala, encontram-se novamente com Alberto e seus convidados. Mas novamente não quis saber o motivo porque não ficaram juntos, como da outra vez.

Novamente o dia estava quase amanhecendo e todos principalmente ela teria que ir embora.

Seus desejos estavam à flor da pele, agora então depois de ter transado com Vicente, ele se tornaria mais seu amigo, pois amante já era!

Antes de deixarem a boate, Jussara foi novamente trocar a roupa na companhia de Karen, que selaram a noite com mais uma rapidinha!

Vicente a deixou no local de costume, onde ela esperaria o marido sair para o trabalho para poder retornar para casa.

Não passava pela cabeça, qual reação Carlos, o marido teria, caso desconfiasse de algo.

Balançou a cabeça num gesto negativo e disse:

-Não quero nem imaginar!

————————-

E como é sexta e o final de semana está logo ai, vou colocar também a parte 5, para vocês terem o bastante para se divertir…

————————-

Dias depois, Jussara encontrou com Vicente lhe avisando que Alberto daria uma festa para algumas pessoas na casa dele e disse que a levaria.

- Será uma festa bem íntima, com poucas pessoas, ou seja, alguns casais e amigos de Alberto. E disse que irei com você! – Disse Vicente.

- Não acha que isso está indo longe demais? – Perguntou Jussara.

- Está apenas começando! – Falou ele.

Os dois combinaram de se encontrar em outro bairro e lá pegariam um táxi.

Assim fizeram.

Mas uma vez, Carlos nada falou com a esposa. Era só lhe pedir algo, que ele dizia amém.

Vicente pediu que usasse a máscara, pois não queria correr o risco se por alguma desventura tivesse alguém que a conhecesse.

Ao chegarem à casa de Alberto, Jussara achou bem aconchegante. E no ambiente por de trás da casa havia uma piscina onde ele recebia os amigos.

Alguns convidados já presentes e tudo exalava um clima de luxúria e perversão. Mas a noite estava apenas no início.

Alberto como não era casado fazia com perfeição as honras da casa e aguardava outras pessoas chegarem para dar conotação a sua grande e lasciva festa.

Passou algum tempo, e todos interagiam entre si.

Porém, Jussara conversava com os demais, acompanhada de Vicente que fazia questão de estar sempre ao seu lado.

Finalmente as pessoas que Alberto esperava chegaram. Inclusive os amigos que estavam na noite com ele na boate quando se encontraram.

Soube que seriam os mesmos devido à apresentação e também o comentário de Alberto.

Jorge e Rafael pareciam meio tímidos perante as outras pessoas que estavam bem focalizadas naquilo que desejam aquela noite.

Sobre a mesa de frios, também se encontrava um recipiente com vários sabores de camisinhas, fora os instrumentos como dildos, vibradores e dispositivos anais.

A bebida rolava à vontade e todos se beijavam…

Uns já despidos faziam sexo oral em outros, sendo homem com mulher, mulher com dois homens… Com três, homem com homem, ali todo mundo se desejava. Todos eram de todo mundo e ninguém era de ninguém. Isso é se lhes bastasse!

A princípio Jussara ficou observando para ver qual seria a reação de Vicente.

Ele estava intrigado com um dos convidados do amigo, e suspeitava ser alguém conhecido. Mesmo a pessoa impostando a voz e procurando lhe evitar. Nunca se enganara antes assim. E participando desse mundo de casas e boates de swing, ser um bom observador era tudo!

Alberto era o rei da festa, já que a casa não comportava uma rainha, ele dava a atenção de todas as maneiras a cada um de seus convidados. Principalmente aquele com quem Vicente era cismado.

Jussara compreendia ou começava a entender aquele ritmo de vida, sexo por sexo, homens sentindo prazer ao verem suas esposas transando com outros homens, e com outras mulheres. E sentia que esta troca de prazer era mútua sem nenhuma cobrança adicional. E que quando saia dali suas vidas eram normais diante daqueles que vivem na monogamia.

Mesmo com vários parceiros a disposição, o clima rolou com mais cumplicidade entre Vicente e Jussara e outro casal presente, que se apresentaram como Casal Delícia.

Era comum neste lado “b” da vida do casal, não falarem os seus respectivos nomes. E o que importava também?

A química entre os dois casais era perfeita, no início Vicente e seu companheiro observam as mulheres interagindo entre si, sobre o sofá em um canto da sala, fazendo uso de alguns instrumentos. As cenas que presenciavam faziam com que aumentasse mais a libido de quem assistia. E não eram somente os dois.

Wall como era chamada Jussara quando estava nessas festas, tinha o rabinho acariciado pela Delícia. Ela fazia caras e bocas… E assim as duas se revezavam em suas carícias ou faziam mutuamente.

Apesar do pouco tempo, já se acostumara ser uma exibicionista e era o que todos os presentes ali desejavam: homens e mulheres exibicionistas mostrando-se sem máscaras no ato sexual mesmo acobertando os seus rostos.

Vicente e o Delícia se punhetavam para aquecerem mais o clima de tesão, quando resolveram entrar nessa mesma brincadeira, invertendo os casais e enterrando em suas mulheres os dispositivos.

A luxúria estava espalhada pela casa e os vizinhos nem sonhariam em imaginar o que poderia estar acontecendo com o som ligado em um volume aceitável, senão ouviriam gritos e gemidos oriundos de prazer e gozo vindo daquela direção.

Vicente assistia Jussara e a Delícia chupando o pau do então amigo, depois as duas se colaram entre os dois e intercalavam as suas lambidas servindo aqueles homens e ao mesmo tempo as duas se tocavam penetrando os dedos ágeis uma na outra, com gemidos uníssonos.

As duas se acomodaram ajoelhadas sobre o sofá…

- Vem… Fode os nossos cuzinhos… – Pedia Jussara.

- Isso! Mete com força… Arregaça-os… – Complementou a Delícia.

Diante de pedidos tão intempestivos, Vicente e seu companheiro de foda não tiveram alternativa: meterem com força no cuzinho de suas mulheres deliciosas.

Pareciam que os casais já haviam saído antes, devido o entrosamento dos quatro.

A Delícia fincou seu cuzinho no mastro do marido e enquanto isso, Jussara chupava outra vez Vicente que estava mais do que em riste, ela de quatro Vicente se meteu por trás metendo de uma só vez em sua buceta vermelha e inchada de tesão louca para ser invadida.

Jussara rebolava gostoso e tinha os seios sugados pela colega. O tesão ia ao ápice com força total e gritando gozou  com a rola de Vicente enterrada em si.

Com Jussara desfalecida pelo gozo, Vicente não perdeu tempo e se encaixou na buceta de Delícia realizando uma DP, enquanto Jussara sugava os seios dela e a beijava.

Permaneceram algum tempo assim, até que os homens a colocaram de joelhos e saciaram a sua fome de leite, derramando sobre elas seus líquidos densos e quentes.

O sexo e o prazer eram intercalados com grandes goles de bebidas.

A noite estava apenas começando e teriam outros casais para provarem e saciarem…

————————-

Não tem como ficar mais quente né? Só que não! Vocês nem imaginam como essa história ainda vai se desenrolar…

E, claro, todos os créditos a escritora, Fabby Lima!

Beijinhos,

Amora: um sabor meio doce, meio amargo.

qui, 04/09/14
por Bárbara |

Desde o início do ano fui atraído por Amoraz, seu nome de origem espanhola, o qual prefiro simplificar e chamar de uma das minhas frutas preferidas: Amora. Exatamente como o fruto, não sei se ela faz bem ou mal, se é doce ou azeda. A verdade é que Amoraz é um doce com sabor amargo. Amora é confusa. Amora me confunde.

Sobre Amoraz posso dizer que ela é jovem, espirituosa, menina, moleque, vibrante, engraçada… Não me faltam qualitativos para essa ninfeta. Sim, Amoraz é uma ninfeta, daquelas que estão conhecendo a vida agora e com vários anseios que qualquer menina/mulher tem na sua idade.

Quando a conheci, logo percebi que Amoraz se sentia atraída por mim. E, segundo ela, se tornou questão de honra “me pegar” (e ela conseguiu). No entanto, passava por momentos de amargura, de azedume, azedume esse que a doce-amarga Amora não podia curar.

Masssss, o tempo foi passando e a cada dia notei em Amora muito mais que uma ninfeta que poderia me dar prazer. 

Com o passar dos dias fui a conhecendo , me aproximando, admirando e, finalmente, tive uma tarde de amor com Amora. O cenário foi perfeito, música cubana, cerveja belga e jogo de Copa do mundo na TV, vivi ali uma grande diversidade, isso que chamo de globalização! 

Amoraz se tornou Amora e não descarto que se torne Amor. Afinal, pela regrinha de simplificação o próximo passo será esse, né?

Mas este relato é romântico e abstrato e para mexer com imaginários, não será dessa vez que falarei sobre o dia em conquistei de vez meu fruto doce (azedo) de sangue espanhol. 

1030483

Abraços,

Dom Ricardon de la Belfort

Quer se tornar um ator pornô?

qua, 03/09/14
por Bárbara |

Então comece a preparar as malas e se mude para o Canadá! Com dificuldades em achar bons atores para seus filmes, o estúdio canadense Pegas Productions está oferecendo aulas por 149 dólares para homens que se interessarem em entrar no mercado da pornografia.

A aula tem partes teóricas e práticas, mas é importante ressaltar que, durante o aprendizado, os alunos fazem tudo de cueca. O que acontece são simulações de posições e ações, mas sem o sexo em si.

Porn_Set_5

Para participar é necessário manifestar interesse e mandar uma foto nu. O estúdio procura homens com pênis maiores que a média, mas nada grande demais para que não haja dificuldades em mantê-lo duro durante as filmagens, que podem ser longas.

A empresa já recebeu 50 pedidos de inscrição para a primeira turma, e 10 foram selecionados, dos quais quatro acabaram participando de filmagens. A empresa também tem planos de criar um curso para mulheres no futuro.

Bem que essa moda poderia pegar aqui no Brasil também né?

Beijinhos,

 

O Pornográfo

ter, 02/09/14
por Bárbara |

Oi, pessoal!

Ontem um grande amigo meu veio me pedir ajuda para um projeto, e pensei comigo mesmo: porque não? Ele tem algumas ideias bem divertidas, mas antes de conseguir tirar qualquer coisa do papel, precisa mapear algumas coisas e responder algumas questões. Ele montou um questionário bem divertido, só 13 questões, bem rápido! E o melhor, não precisa de identificação!

=> Só clicar neste link:

Ele pediu para já agradecer de antemão a todos que ajudarem! Eu já dei a minha contribuição, e espero muito que ele consiga tirar do papel. A ideia é bem legal.

(Claro que nada vem de graça nessa vida né. Fiz ele prometer compartilhar comigo os resultados da pesquisa, acho que vai dar um post bem divertido aqui para o blog. E também fiz ele prometer que irá me atualizar sobre como anda o projeto para eu poder divulgar por aqui!).

Beijinhos!

Toda nudez será castigada (2)

seg, 01/09/14
por Bárbara |

E cá estou eu, novamente escrevendo sobre este tema. Se você não se lembra ou não viu, em março eu escrevi sobre este tema (toda nudez será castigada). Na época, uma menina foi execrada por ter ficado nua numa festa que incentivava isso. Quando viram a foto da tal menina, vieram para cima dela com uma chuva de comentários machistas.

E ontem de noite, quase indo dormir, entrei no facebook e vi um pequeno alvoroço. Fotos vazadas da Jennifer Lawrence. Todos só comentando e falando sobre isso. Links para lá, links para cá. E parece que tem mais, não foram só fotos da Lawrence que vazaram roubaram.

Não foi um descuido qualquer que fez as fotos chegarem em mãos não tão bem intencionadas. As contas na nuvem dessas celebridades foram atacadas por hackers até eles conseguirem o que queriam: fotos de momentos íntimos de algumas celebridades.

Todos nós gostamos de nos exibir. Muitos de nós já tiramos fotos que não mostraríamos para os nossos pais. Imaginem agora se elas ganhassem a internet, o caos que isso geraria nas nossas vidas (e hoje em dia isso está tão fácil, qualquer celular meia bunda filma, tira fotos e se conecta com a internet. Todo mundo é capaz de produzir um mini pornô amador). E por causa de um simples nu. Se a sociedade não fosse tão machista, esse fato ocorrido com a Lawrence não teria tanta repercussão. Até porque de mulher pelada a internet está cheia, e fotos com consentimento para estarem lá. Agora ela terá que ver sua imagem por ai, de um momento extremamente íntimo, em trocentos sites e com milhares de pessoas comentando que: “Ué, quem mandou se exibir?” “Eu não faria isto” e todo o tipo de comentários machistas. Como se ela não pudesse tirar simples fotos nua. E, gente, qual é o problema com o nu?

Vamos parar de castigar a nudez. Se ela não fosse vista com todo esse pudor, eventos como estes seriam bem menos comentados. E dariam bem menos dor de cabeça para quem se viu por ai pela internet.

Beijinhos,