Desvirginando um cú no menàge

qui, 23/01/14
por Bárbara |

Olá, meu nome é Marcos e o da minha esposa é Regiane. Somos um casal normal, transamos umas três vezes por semana. Certo dia estávamos combinando uma viagem para o litoral de Ubatuba. Como não temos filhos, resolvemos convidar um casal de amigos nossos, mas infelizmente, ou felizmente, somente a esposa do André, Valéria pode ir com a gente. Ele só iria no final de semana. Valéria e uma mulher muito recatada, mas tem um corpo muito bonito. Minha esposa também tem um corpinho muito bonito para sua idade, 38 anos.
Meu apartamento só tem um quarto, mas é muito grande. Tem duas camas de casal e duas de solteiro. Não tivemos opção a não ser dormir os três no mesmo quarto. Sou louco por sexo e naquela noite senti uma vontade enorme de dar uma trepadinha, mas minha esposa me alertou que a Valéria estaria no quarto junto. Eu disse para fazermos bem baixinho, então ela aceitou.
Esperamos ela dormir e demos uma rapidinha. Mas ao olhar para o lado, percebi que ela estava acordada. Não falei nada para minha esposa. Gozei gostoso só de imaginar outra pessoa nos olhando. No dia seguinte fomos para a praia. Para minha surpresa a Valéria estava com biquini bem sexy, principalmente para ela, que é recatada. Minha esposa, como de costume, com seu biquini atolado no seu rabo gostoso, percebi que muitas vezes era observada pela Valéria com um olhar meio estranho, de apreciação. Voltamos para o apartamento por volta das 18h, pois estávamos na praia há bastante tempo. Chegamos e fomos dormir um pouco para irmos a uma balada mais tarde.
Curtimos a noite toda na balada. Então percebi que a Valéria estava de olho na minha esposa. Percebia que as duas dançavam com os corpos se esfregando. Certo momento minha esposa veio até mim e disse que a Valéria bebeu de mais e que tinha tentado passar a mão em sua boceta. “Deve estar mesmo”, imaginei.
Fomos embora para casa. Ao chegar, Valéria ligou o som e começou a dançar como uma louca. Minha esposa entrou no embalo. Eu fiquei sentado no sofá, só olhando as duas agarradas dançando como se não tivesse ninguém ali. Meu pau começou a ficar duro só de imaginar as duas peladinhas na minha frente. De repente, Valéria puxou minha esposa pelo pescoço e deu-lhe um beijo de língua. Regiane olhou para mim assustada, mas só dei uma piscada dando-lhe permissão para que continuasse. As duas esqueceram de mim ali. Não acreditava no que estava vendo. Valéria começou a tirar a roupa. Que boceta linda! Toda raspada. Regiane acompanhando despiu-se também. Para minha agradável surpresa, Valéria pediu para que Regiane me chamasse para a brincadeira. Minha esposa olhou bem para mim e disse: “vem meu amor”.
Não pensei duas vezes, começamos a dançar os três juntos. Tirei minha roupa num piscar de olhos e logo já estávamos pelados. Valéria deitou no tapete da sala e disse: “vocês me deixaram louca a noite passada, agora vão ter que apagar meu fogo”. Minha esposa, que nunca tinha beijado sequer uma mulher, caiu de boca na boceta da Valéria e começou a lambuzá-la. Enquanto isso, Valéria olhou pra mim pediu para mamar no meu pinguelo. Antes de ela terminar de falar, já tinha em sua boca meu delicioso cacete.
Ficamos ali os três por um bom tempo revezando, até Valéria me olhar e dizer que seu marido nunca comeu seu cu. Regiane ficou espantada e deu risada. Falou pra ela ficar de quatro então ela teria o maior prazer de sua vida. Então deu uma boa lambida naquele cuzinho virgem — lindo mesmo—, me puxou perto dela e ficou passando a minha chapeleta na portinha da Valéria. Ela dava gritos de prazer. Fui colocando aos poucos até entrar tudo. Ela rebolava e dizia que estava adorando. Gozei umas duas vezes sem tirar de dentro. Minha esposa só ficou olhando e se masturbando gostoso na minha frente.

 

créditos do conto Jardim do Prazer

Como vovó já fazia: Trepando e fotografando no início do século passado

ter, 21/01/14
por Bárbara |

Temos sempre a impressão de que falamos e fazemos muito mais sexo do que nossas avós e bisavós. É até estranho pensar na boa velhinha mandando ver em uma rola.

Principalmente se lembrarmos de como a sociedade era na época, cheia de regras e etiquetas.

Mas como em toda sociedade, existem os safados e os nem tanto. E os safados, da época do guaraná de rolha, eram tão safados quanto os safados de hoje em dia.
Claro, não tinham a mesma informação — em tempos de internet, um fim de semana hoje, equivale a uma vida de informação naquela época.

Talvez, e só talvez, eles tivessem menos imaginação. Mas em termos de sacanagem são iguais.
Ah! Não acredita, né? Pois bem…

Um site juntou 45 imagens (beeem antigas) onde jovens da época estavam fazendo sexo, ou melhor, trepando!
Não sei dizer a época exata, mas parece algo entre o início e meio do século 20.

Quando digo trepando, quero dizer sacanagem mesmo, que tem gente por aí, hoje em dia, que nunca fez.
São fotos de lésbicas, menàge, fetiche… Enfim, tudo que conhecemos como sexo.











 

Aposto que no próximo almoço de domingo vocês vão olhar bem diferente pras vós e pros vôs.

E vocês aí, achando o máximo aquela posição nova que fizeram ontem.
É… Vovó já fazia!

 

pra conferir a galeria completa CLIQUE AQUI

Tesão à flor da pele

ter, 24/09/13
por Bárbara |
categoria comportamento

Taradinhos e taradinhas,

Aqui não temos papas na língua, gostamos de sexo, falamos sobre e tentamos espalhar essa alegria pelo mundo.
E nessa de disseminar os prazeres por aí, hoje vou dar algumas ideias pra vocês praticarem.

Fazer sexo, todo mundo faz. Mas a maioria das pessoas não sai do tradicional e isso acaba tornando a transa repetitiva.
Bom, abaixo uma lista com 7 dicas de lugares inusitados e atitudes na cama. Tudo em prol da boa e velha arte do sexo.

  1. Em público;
            É manjado, todo mundo conhece e sabe como fazer, mas são pouquíssimos os casais que tem essa coragem. Se entregar ao prazer, sem se importar com quem possa estar vendo ou não, é um trabalho psicológico grande. Mas vale o esforço.
  2. Lugares turísticos;
    Eu sei, é complicado. Mas não precisa ser exatamente no ponto mais turístico que tem, faz pertinho, já ta valendo.
  3. Solte a voz;
           Não é o que vocês estão pensando. rsrs. Mas sim falar todas as sacanagens que te vem a cabeça na hora. Sem pudores, se entregar as vontades de falar à vontade e gemer da forma que quiser, sem se preocupar com periquito, papagaio e vizinho.
  4. No aperto do banheiro;
           Perfeito! O tesão está nas alturas, e vocês não tem pra onde ir. O barzinho tá cheio mas a concentração tá longe da mesa, só se pensa naquilo. O jeito é apelar para aquele banheiro apertadinho, seja do bar, da boate, do show… O tesão aqui são as chances (de quase 100%) das pessoas perceberem que o clima ali dentro tá quente demais! Aquele aperto gostoso onde tudo é muito rápido e intenso. Sair com aquele sorrisinho bobo que entrega pra qualquer um o que acabou de acontecer. Adoro!
  5. No comando;
    Combine com o(a) parceiro(a) de rolar essas atuações. Uma hora quem manda é um e depois o outro. O gostoso dessa brincadeira é deixar acontecer, e se entregar aos desejos do outro.
  6. Na praia;
           Tá, é um lugar público e sim, também pode ser famoso. Mas, minha gente, é a praia! Água salgada, maresia, areia… E nesse caso, quanto mais paradisíaca e deserta maior será o tesão. Pensar que tudo aquilo ali, lindo, está de tema só pra vocês, dá um baita tesão!
  7. Matinal;
           Dormir abraçadinho já é tudo de bom, acordar na sacanagem é melhor ainda. Se dormirem pelados então, o tesão vai nas alturas. E quando o assunto é acordar o outro, vale experimentar as mais variadas técnicas, desde uma chupada enquanto ele/ela dorme, até beijos no pescoço, nos seios, carinhos e tudo mais que possa demonstrar sua vontade naquela manhã. Eu adoro, e como geralmente acaba rapidinho, vale investir nas carícias e sacanagens antes do ato em si!

 

É isso, as dicas estão aí pra quem quiser praticar. E já sabem, se rolar comentem como foi… Vou adorar saber as suas aventuras!

Beijinhos

Quer transar comigo?

qui, 22/08/13
por Bárbara |

Taradinhos,

Como vocês reagiriam se uma mulher te abordasse na rua propondo um sexo casual, naquele momento?
Difícil de imaginar? Pois é, um experimento social norte americano tem causado um rebuliço por ter promovido situações assim.

Com um microfone escondido na mulher e uma câmera fora do alcance das vistas dos homens abordados, ela fazia a grande pergunta para os felizardos.

Como já é de se esperar, cada um tem uma reação diferente, até mesmo entre os que topam a trepadinha. E sim, alguns não aceitaram, e pasmem, um camarada resolveu chamar a polícia!

Confiram abaixo esse experimento:

Conferiram o placar? Metade aceitou, metade não. Mas vamos fazer uma análise.
Dos que rejeitaram a bela taradinha, dois estavam com a namorada ao lado. Bem, tem que ser muito sacana e cafajeste pra aceitar nessas condições (até porque a oferta foi feita só para ele, e não um menàge).
Então,ainda dos que rejeitaram, sobra o senhor que resolveu chamar a polícia, um cara que estava falando com a mãe ao telefone, um que estava acompanhado da filha e outros dois que responderam tão rápido que nem pensaram direito.

Outra coisa interessante foi o perfil dos que disseram sim, todos são jovens!

Portanto, se você é homem, heterossexual, jovem e solteiro (ou melhor, sem a namorada presente), as chances de você dizer sim são praticamente 100%! E mesmo que você tenha um compromisso, é bem capaz de desmarca-lo só pra comer a gata.

E para nos fazer refletir sobre a nossa cultura ocidental e o que achamos aceitável ou não, recomendo que assistam o outro lado.
Abordagens de mulheres, feitas por um homem. E adivinhem só quantas ele conseguiu levar pra cama? Nenhuma!
Pensem nisso!

Segue o link para o vídeo: Asking 100 Girls For Sex (Social Experiment)

Beijinhos

Eu amo…

qui, 11/07/13
por Bárbara |
categoria ., erotismo

 

Vem!?

Seus problemas acabaram! Bang Your Friends!

seg, 04/02/13
por Bárbara |

Taradinhos e taradinhas,

Depois desse belo fim de semana pré-carnaval –o feriado mais sexy do calendário, vamos ao que interessa: Sacanagem!
Sabe aquela ‘amiga(o)’ do facebook que você vive espiando as fotos, principalmente quando rola AQUELA atualização com fotos da praia (adoro ver e ficar analisando as ‘malas’)?
Seu tesão pode ser correspondido!
Mas, Bárbara, como?

Lançaram um aplicativo, por enquanto exclusivo pra rede social de Mark, que anonimamente reúne pessoas que querem trepar entre si. Vou explicar melhor:
Bateu o tesão naquele amigo do amigo que você nunca falou, mas está presente na sua timeline. Pronto! É a sua deixa, com o app já instalado, você o convida para uma transa casual, entre amigos. Se ele o fizer também, os dois recebem por email um convite para consumar essa noite tão desejada.

O nome do app é Bang Your Friends. Literalmente eles querem dar uma forcinha para que você saia do incomodo zero à zero com seus amigos! O anonimato, quando se trata dos ‘convites’ é certo, ninguém (nem mesmo a pessoa) fica sabendo quem são os escolhidos. Então é por pura vontade própria, sem auxílio de dica, que você vai transar. Se você quer e ele também, é gol! Se não, paciência, ou melhor Solitaire… hehehe.
O porém, da questão anonimato, fica por conta da divulgação de que você instalou o app. Isso acontece se você não bloqueia outros usuários de saber que você tem tais aplicativos. Um problema facilmente resolvido com o bloqueio dessas informações.

Sensacional, é realmente resolver de forma rápida e simples com quem transar sem precisar de muito papo. Eles já divulgaram que em 11 dias desde a liberação do app, já tiveram 160 mil adeptos e que já formaram 10 mil casais casuais. Tô até com calor!
Os anjinhos que criaram essa maravilha do século 21 se mantém anônimos, por enquanto nada de aparecer. Só falaram que, não foi preciso mais do que 2 horas, alguns energéticos e destilados pra concluir o projeto.

Estou indo baixar o app, alguém me acompanha?
Conseguindo alguma experiência, comento aqui com vocês.
Ah… E isso é recíproco hein! Quero saber se algum dos meus safadinhos e safadinhas conseguiu trepar por esse meio digital.

Beijinhos meu amores.

‘Sex on the beach’ já foi nome de um drinque!

qua, 17/10/12
por Bárbara |

Sunga e biquínis são coisas do passado. A onda agora é ir à praia pelado! E com direito a sexo nas areias…

A sacanagem praiana parece ter virado moda! Pelo menos no Rio de Janeiro, onde desde a semana passada, dois casais foram flagrados fazendo sexo nas praias de Ipanema e Leme. Na última segunda-feira, uma turista ficou peladinha e até mergulhou na Praia do Flamengo.

No caso de Ipanema, na última quinta-feira, a cena foi flagrada por volta de 6h30 da manhã, por banhistas e até por pedestres que circulavam pelo calçadão, próximo ao Posto 9. Segundo uma testemunha, a cena era constrangedora e todos que passavam comentavam sobre a indiscrição do vuco-vuco . Segundoe ela, o casalzinho ficou lá por mais de uma hora, como se nada estivesse acontecendo. A Guarda Municipal recebeu a reclamações  de  muitos banhistas incomodados, mas não encontrou o casal

Já na última segunda-feira, uma turista resolveu dar um mergulho como veio ao mundo na Praia do Flamengo.

O flagrante foi feito por um  fotógrafo que passava pelo local, por volta das 5h30, para fotografar o nascer do sol. Ao posicionar a câmera e dar um zoom, eis a surpresa erótica: A turistinha no mar não vestia nada! Olha aí a foto que foi publicada em vários sites!

Na semana passada, um casal que fazia sexo na Praia do Leme, na Zona Sul do Rio foi preso em flagrante em plena sacanagem por guardas municipais do Grupamento Especial de Praia (GEP) , que receberam denúncias dos banhistas. Ao se aproximarem, os guardas perceberam que os pombinhos tarados estavam transando dentro do mar, a la Cicarelli. Foi necessário os guardas entrarem na água para retirar os dois. Que situação, gente!

Mas quem pensa que essa sacanagem nas areias  é exclusividade dos cariocas, se engana…

Enquanto isso, do outro lado do mundo, especificamente na Macedônia, um  casalzinho também  estava mandando na frente sem vergonha alguma e na frente dos  banhistas. Algumas pessoas passavam e até estimulavam o casal, chegando a sugerir o que eles podiam passar a fazer em seguida. Confira a cena obscena!

Segundo o Austrian Times, a polícia foi chamada e obrigou o casal a esfriar os ânimos dentro da água. Depois, eles foram liberados (extasiados).

Mas o melhor desta história é um vídeozinho que uma emissora chinesa produziu para ilustrar esse caso. Veja e divirta-se com a bizarra reconstitição que fizeram:

Se vocês se animaram com essa ideia de transar na praia é melhor desistir! Brincar de motel ao ar livre é considerado crime de importunação ofensiva ao pudor, de acordo com o artigo 61 da Lei de Contravenções Penais, que prevê multa e encaminhado ao Juizado Especial Criminal (Jecrim)

Com infos e fotos do O Globo
Dica do vídeo do amigo Mário Azevedo

Cinco dicas de lugares para o sexo sair da rotina

qui, 11/10/12
por Bárbara |
categoria comportamento

Olá delicinhas, todos animadinhos hoje?! Confesso que véspera de feriadinho já me dá um certo tesãozinho… rs

Por falar nisso, quando não há tesão, não adianta, pois não há solução! Além da falta de amor e diálogo, um dos grandes riscos dos relacionamentos é a rotina. A grande questão  é que o parceiro(a), de certa forma,  já espera mais ou menos o que faremos. Geralmente somos previsíveis, sempre seguimos os mesmos caminhos, hábitos, posições. Mudar isso tudo faz uma baita diferença, mas criar e propor situações diferentes nem sempre é fácil.

Porém, uma ótima dica pra apimentar a relação é transar em lugares inusitados, diferentes….  Confira e cogite algumas opções!

 

Campo de futebol:
Já que o Sexo e Futebol (sem contar a cerveja) são as maiores paixões masculinas, que tal convidar o seu parceiro(a) para um romance caliente sobre uma grama verde ou até mesmo nas arquibancadas?  Não precisa necessariamente ser um campo de um grande estádio. Uma boa dica são aqueles campinhos ou quadras de clubes. Todo cuidado é pouco para não serem flagrados e marcar um gol contra. Ah, um conselho para os mais audaciosos: vale lembrar que o Maracanã está em obras e o Morumbi é muito visado! rs

 

Escada do prédio:
Quem nunca promoveu uma sacanagenzinha ou deu uma rapidinha nas escadas do condomínio?! Cenário clássico para casais adolescentes que não tem carro e que moram com os pais (e ainda economizam a grana do motel). Geralmente, as escadas dos prédios não têm câmeras de vigilância, têm pouquíssimo movimento e ficam a poucos metros de casa. Para os que gostam de fortes emoções, podemos considerar o risco de ser descoberto a qualquer momento. A dica é ficar com os ouvidos atentos a passos repentinos e de olho no elevador sempre. O lado negativo é que se o casalzinho for flagrado, o constrangimento e as fofocas entre os vizinhos são praticamente certos!

 

Banheiros públicos e de festas:
Apesar de oferecerem grandes riscos, podemos listá-los como cenários alternativos para uma boa rapidinha. Para surpreender a gata, basta puxá-la e levá-la para um banheiro. Se forem aqueles de cabine, cuidado para não deixar aparecer mais de dois pés embaixo da porta. Como é um lugar de alta rotatividade, sempre haverá o riscos de se esbarrar com alguém na saída. Um dos pontos positivos é já ter papel higiênico e água para os pombinhos se recomporem.

 

Baú de caminhão, Kombis, Vans, Caminhonetes:
Transar dentro de um veículo de maiores dimensões pode ser muito excitante. Se o carro possuir aquela película escura nos vidros, melhor ainda! Quem quiser investir numa trepadinha em movimento, pode até contratar um motorista. Como o espaço interior é bem maior do que um automóvel tradicional, é possível variar as posições. No entanto, se forem pegos pela Polícia, boa sorte! rs

 

Beira de estrada:
Ter o céu como teto e o asfalto como cama pode ser uma incrível aventura sexual. Basta escolher uma estrada mais deserta, parar o carro no acostamento e mandar ver, seja dentro do carro ou até mesmo sobre o capô. Mas além do risco de serem presos por atentado ao pudor, devemos considererar a possibilidade de um assalto. Se vale à pena? Vocês que decidem!

Fonte: Playboy

 

Porque a maioria dos homens dormem logo após o sexo?

sex, 03/08/12
por Bárbara |
categoria comportamento

Enfim SEX-ta, dia de prazer e descanso…

E por falar em ambos, não é nenhuma novidade que os nossos garanhões  homens costumam cair no ronco logo após o sexo… Mas agora os cientistas inocentam os machinhos ao ressaltarem que não é culpa deles.

Uma pesquisa realizada em  cérebros masculinos (tão previsíveis.. heheh) durante e após o orgasmo,  descobriu que o córtex cerebral se desliga quase que imediatamente após o orgasmo.  Os homens passam a ter os seus cérebros inundados com substâncias químicas de indução do sono, como a serotonina, melatonina e aí  ZZZZZZZZZZZZZZZZ…

 Segundo o cientista francês Erge Stoleru, com as mulheres acontece diferente, por isso ficam indignadas e não entendem a cochilada do parceiro:

“O cérebro deles praticamente desliga! Já elas não parecem ter um período refratário tão forte e, por iss,o se perguntam por que o parceiro pensa imediatamente em descansar. Os seres humanos são os únicos animais em que o sono e o sexo estão ligados”, disse.

Em 2005, pesquisadores descobriram que a circulada de sangue depois do clímax esgota os músculos de energia produtora de glicogênio. Como os homens geralmente têm maior densidade de massa muscular do que mulheres, ficam mais cansados depois do sexo. No estudo, 80% dos homens disseram que se sentiam relaxados e com leve sonolência depois de transarem, em comparação com apenas 46% das mulheres.

Mas será que essa pesquisa considerou o nível de álcool no sangue deles?! heheeh

Homens, que tal um carinho ou uma conversinha (mesmo que curta) antes de trocar sua mulher por Morpheu? Por mais que bata a canseira, não custa fazerum cafunézinho na patroa antes de puxar o ronco…

Mulheres, sejam espertas, gozem gostoso  e depois deitem extasiadas para o lado e durmam também!

Agora uma coisa é certa: É melhor dormir tranquilo após uma trepadinha do que ter que sair correndo depois… rs

 Com infos  do Daily Mail.

Leia também:

- Comer, dormir, transar…

- É possível ter um orgasmo dormindo

- Sexo & Sono

- Orgasmos noturnos, noite feliz

- Mulheres pensam mais em comida do que em sexo

- Sexo bom ou ruim: depende do ponto de vista

 

 

Viatura policial vira motel

seg, 07/11/11
por Bárbara |
categoria curiosidade

Bom dia, adoráveis…

Brincadeira tem hora e fantasia sexual tem limites! Mas imprera o velho clichê: “Quando bate o tesão, não tem solução!” heheh

A frase se adapta perfeitamente a um casal, que foi preso na última quinta-feira em Lake Worth, no estado da Flórida (EUA), após roubar o carro do chefe de polícia do condado de Palm Beach para uma “rapidinha” , segundo reportagem do jornal “Palm Beach Post”. Taradinhos e audaciooosos!

O garanhão Alexander Pratt, de 59 anos, afirmou à polícia que roubou o veículo para poder se encontrar com Clara Pearson, de 53. O casal entrou no carro depois que o policial estacionou seu Honda Civic, mas deixou o veículo destrancado.

Pratt e Clara acabaram presos após a polícia realizar uma blitz entre as rodovias Lantana e Interestadual 95. Olha o naipe dos românticos radicais!:

Ao ser interrogado, Pratt disse que não se arrependia de roubar o carro, pois queria “manter relações íntimas com Clara”.

Cheguei a imaginar os dois urrando de prazer.. Wow wow wow… como a sirene da viatura… hehehe

Com informações daqui

Leia também:

 

- Viatura de bombeiros em pornô vira polêmica

- Flagrantes de sexo: ‘Susexo’ na web!

- Pequena ponta policial em pornô